O que aconteceu com os óculos inteligentes: Google Glass?

Os óculos inteligentes Google Glass já foram considerados a próxima grande novidade em tecnologia. No entanto, o produto saiu do mercado quase tão rapidamente quanto chegou.

O Google Glass chegou e saiu em um espaço de tempo muito curto. Embora nem todos os produtos e serviços do Google estejam destinados a ser sucessos comerciais instantâneos, o Glass teria sido outro produto inteligente que poderia facilmente entrar em redes domésticas inteligentes. Infelizmente, o Glass seguiu o caminho do Google+ e tantos outros serviços do Google, acabando com a possibilidade de uma experiência conectada mais envolvente.

O Google vinha desenvolvendo óculos inteligentes há vários anos antes que uma versão pública de varejo se tornasse disponível em 2014, após uma execução de disponibilidade limitada em 2013. Isso foi durante uma época em que dispositivos inteligentes, multitarefa e comandos sem botões se tornaram tópicos principais e pontos de discussão na indústria de tecnologia. A empresa sentiu que aquele era o momento certo para levar o Google Glass para os consumidores, pois ele oferecia um meio de visualização de conteúdo e execução de tarefas sem as mãos. A ideia de os usuários poderem receber ligações e usar plataformas como o Facebook a qualquer momento, e sem um smartphone, deu ao Google a impressão inicial de que o Glass poderia ser um sucesso.

No entanto, o Google Glass era um produto frequentemente evitado pelos consumidores por um motivo ou outro. Apesar de tudo o que ofereceu, o Google e outras empresas acharam novos dispositivos inteligentes alternativos mais acolhedores e bem-sucedidos, como TVs, relógios e alto-falantes. Enquanto outros óculos inteligentes ainda estão disponíveis de fabricantes como a Vuzix, o Google falhou em atender às suas elevadas expectativas de ser o pioneiro neste produto de consumo futurista. Uma combinação de vendas e recepção abaixo do esperado por parte dos consumidores levou ao avanço da cena da tecnologia inteligente sem o Google Glass.

O Google Glass ainda existe?

A Explorer Edition do Glass ficou no mercado por pouco tempo antes de ser descontinuada. Embora ainda esteja disponível online em lojas de segunda mão e ainda possa baixar sua atualização final lançada em 2019. Existem duas razões principais pelas quais o produto falhou do ponto de vista do consumidor e a primeira foi o design. Na época, Glass parecia bastante desajeitado e ainda era considerado em fase de protótipo. Embora uma versão mais recente tenha melhorado o design, não foi o suficiente para fazer uma grande diferença nas vendas. A segunda razão são as preocupações dos consumidores sobre o produto, possivelmente coletando dados dos usuários ou sendo vulnerável a hackers de terceiros. Também é provável que o preço de US $ 1.500 não tenha ajudado muito.

No entanto, o Google não concluiu totalmente suas ambições do Glass. Em maio de 2019, a empresa lançou a segunda versão de seu modelo Enterprise Edition. Esse par de óculos é anunciado como um meio sem riscos de aumentar a produtividade no local de trabalho, pois a tela dentro da lente certa permite que os funcionários façam várias tarefas sem a necessidade de ligar para um telefone, outro programa ou outro computador. Esses óculos também vêm com recursos de AR e VR, carregamento USB-C e um processador e câmera aprimorados. Como resultado, embora não esteja mais disponível comercialmente como um produto de varejo, o Google Glass ainda existe.