Segundo dados oficiais, em julho de 2022 o número de desempregados no Brasil já ultrapassava a marca de 10 milhões de pessoas.

    Essa marca negativa só mantém uma sina que os brasileiros já enfrentam há muitos anos: a dificuldade de conseguir um emprego.

    Mesmo aderindo às principais profissões 2022, muitos indivíduos ainda não conseguem uma recolocação.

    Isso fica ainda pior para os mais jovens, que, por falta de experiência profissional, não têm “o que mostrar” em seus currículos.

    Porém, existem algumas medidas que podem ser tomadas por aqueles que desejam entrar no mercado de trabalho.

    Neste artigo vamos falar dessas medidas, dando 15 dicas para quem está tentando entrar no mercado de trabalho. Continue lendo!

    1. Aceite vagas fora da sua área de atuação

    Muitas pessoas perdem vagas de emprego simplesmente por não aceitarem vagas fora da sua área de atuação.

    Porém, se você quer finalmente entrar ou voltar ao mercado de trabalho, precisa deixar esse conceito arcaico de lado.

    Não estamos dizendo que você precisa se submeter a qualquer tipo de trabalho depreciativo, mas estar aberto a propostas em outras áreas, diferentes da sua formação ou maior experiência, é uma boa forma de conseguir emprego.

    Pense bem!

    2. Abrace as vagas temporárias

    Aproveitar as vagas temporárias pode ser uma outra boa oportunidade de conseguir um emprego.

    Portanto, fique de olhos e ouvidos abertos durante as datas comemorativas, pois é justamente nelas que as empresas lançam vagas temporárias.

    E como você deve saber, uma vaga temporária pode se tornar efetiva se as pessoas gostarem do seu trabalho. Não perca essas chances!

    3. Aprenda a se comportar nas entrevistas

    A entrevista de emprego é um momento de muita ansiedade e tensão para os candidatos a uma vaga de emprego.

    Porém, os empregadores se utilizam exatamente desse momento para avaliar cada mínimo detalhe do comportamento dos candidatos e escolher o mais adequado.

    Por isso, mantenha-se ligado nos principais pontos de observação e evite se comportar negativamente nessa hora crucial.

    Uma boa dica é consumir conteúdos que falam sobre etiqueta em entrevistas de emprego e saber previamente que perfil profissional a empresa em questão está buscando.

    4. Crie uma rotina

    Não é porque você está desempregado que não deve ter um dia organizado, concorda? Pois bem.

    Dito isto, crie uma rotina organizada para entregar currículos, pesquisar vagas na internet, fazer cursos de aperfeiçoamento, etc.

    Inclusive, na hora de ir entregar os currículos vá pessoalmente e bem apresentável à empresa, pois isso conta pontos a seu favor.

    5. Cheque o seu e-mail todos os dias

    Se você incluiu um endereço de e-mail no seu currículo (que é uma medida praticamente obrigatória hoje em dia) ou busca vagas na internet e fornece o seu e-mail, não fique um dia sequer sem checar a caixa de entrada.

    O motivo é simples: os seus futuros empregadores podem fazer contato por lá, e caso você não esteja atento pode perder a vaga.

    6. Demonstre interesse nas entrevistas de que participar

    Um dos pontos principais para se atentar durante as entrevistas de emprego é a demonstração de interesse.

    Afinal, nenhum contratante vai dar emprego a uma pessoa que se mostra desinteressada pelo trabalho que a sua empresa realiza.

    7. Distribua currículos em consultorias de RH

    Uma das melhores dicas para conseguir entrar ou voltar ao mercado de trabalho, mas que não é citada por muitas pessoas, é entregar currículos em consultorias de RH.

    As consultorias de RH são empresas especializadas em montar e gerenciar processos seletivos.

    Essas instituições são contratadas por outras empresas para fazer a seleção de novos funcionários.

    Assim, se  você entregar o currículo em uma consultoria de RH, poderá ser incluído tanto em seleções externas, realizadas pela empresa, quanto concorrer a vagas internas da própria consultoria.

    8. Estude e aperfeiçoe as suas qualificações

    Durante o tempo que estiver fora do mercado de trabalho, estude o máximo que puder.

    Como você sabe, o mundo está mudando rapidamente e os processos seletivos estão cada vez mais complexos, além dos postos de trabalho em si.

    Por esse motivo, é de essencial importância conhecer novos assuntos que podem ser um diferencial seu perante outros concorrentes a eventuais vagas.

    9. Invista sempre em você

    Ainda na linha da importância do estudo e do aperfeiçoamento, vale sempre destacar a importância de investir em si mesmo para conseguir um novo emprego.

    Se você nunca teve um emprego, aprenda o máximo que puder para demonstrar valor durante processos seletivos.

    Por outro lado, se você é um profissional experiente em determinado setor, deve investir em reciclagem e novos aprendizados para se atualizar.

    De toda forma, invista em você mesmo sempre!

    10. Mantenha-se atualizado

    Muitos processos seletivos hoje em dia incluem provas e redações. Essas avaliações, por sua vez, exigem muito dos conhecimentos atuais dos candidatos.

    Portanto, mesmo que você não goste tanto de assuntos como geopolítica, ciência, economia e outros, se esforce para saber o que está acontecendo no mundo.

    Isso pode fazer a diferença para a sua entrada no mercado de trabalho, ou não.

    11. Monte um bom currículo

    Por mais que o mundo esteja em constante modernização, o currículo segue sendo uma peça fundamental para quem está procurando emprego.

    Porém, é necessário montar uma boa peça para conseguir se colocar no mercado de trabalho.

    Ao fazer o seu currículo leve em consideração fatores como organização, ortografia e gramática perfeitos, limpeza visual, apenas informações relevantes, etc.

    Tenha em mente que o seu currículo precisa afirmar o seu valor profissional sem ter uma leitura cansativa.

    12. Não rejeite propostas tão facilmente

    Mesmo desempregadas, muitas pessoas são seletivas ao extremo com as vagas que aparecem.

    Esses indivíduos costumam reclamar do salário, da carga horária, das funções descritas na vaga, etc.

    Entretanto, se você está tentando voltar ao mercado de trabalho, não deve se apegar a esses pormenores.

    Não rejeite as propostas antes de conhecê-las melhor, pelo menos. Afinal, pior do que não ter o trabalho dos sonhos é não ter trabalho algum.

    13. Preste atenção nas vagas disponibilizadas

    Não há como conseguir emprego sem ficar sabendo das vagas, não é mesmo? Por isso, esteja atento às novas oportunidades oferecidas.

    Use a internet, leia jornais, assista TV, etc. Aproveite toda e qualquer fonte de informação para ficar sabendo de vagas abertas.

    Inclusive, já que você está com mais tempo livre, faça isso todos os dias. Ligar alertas de vagas em redes sociais também é uma boa opção.

    14. Seja flexível

    Para entrar ou voltar ao mercado de trabalho, você precisa ser flexível. Isso é um fato incontestável.

    Durante o processo seletivo para determinadas vagas você pode se deparar com situações das quais não concorda 100%, mas isso não deve lhe desestimular.

    Pratique a flexibilidade e “engula sapos” de vez em quando, por causa de um bem maior, que é estar empregado e conseguir o seu sustento.

    15. Se não achar nenhuma vaga, torne-se autônomo

    Por fim, devemos dizer que mesmo tomando todas as medidas possíveis para conseguir um emprego, nem sempre isso é possível.

    Nestes casos, não se desespere pois ainda há uma saída, que, inclusive, é utilizada por milhões de brasileiros: tornar-se um autônomo.

    Você sabe fazer alguma coisa e é muito bom nisso? Então investir em abrir um negócio nesse ramo pode ser uma boa opção.

    Talvez o seu destino real não seja estar empregado, mas, em vez disso, oferecer empregos.

    Boa sorte!

    Compartilhe.
    Avatar de Fátima Watanabe

    Formada em biblioteconomia pela UFMG, Fátima Watanabe começou na sua área escrevendo artigos sobre as obras de Dante Alighieri e sua importância dentro da literatura. Hoje, Fátima passa seus dias como pesquisadora de sua área, integrando o uso de palavras-chave na pesquisa didática e ainda escreve editoriais e artigos no WTW19.