Tire do papel! Veja como dar vida às suas criações com o kit componentes eletrônicos

Desde o profissional até o iniciante, é muito importante que os criadores de tecnologia tenham em mãos um kit componentes eletrônicos, já que ter posse deles agilizará o processo de criação dos projetos e ainda será possível aprender mais sobre cada um dos componentes eletrônicos presentes em uma criação.

No entanto, quais são os melhores materiais para um circuito que devem ser comprados? Para esclarecer mais dúvidas sobre a montagem de um projeto elétrico, confira aqui um panorama a respeito do melhor kit componentes eletrônicos para se ter e como cada componente irá agir em seu sistema.

O que é um kit componentes eletrônicos?

Inicialmente, vamos comentar a respeito sobre o que seria um kit de componentes eletrônicos. Esse item é um compilado de outros componentes eletrônicos que são essenciais para o desenvolvimento de um projeto, desde funções básicas como oferecer ou retirar cargas de energia de um sistema, até funções mais específicas de cada circuito.

A ideia principal de se ter um kit componentes eletrônicos é justamente obter a maior parte das funções requisitadas em projetos elétricos em apenas um compilado. Com isso explicado, vamos comentar a respeito dos componentes eletrônicos no tópico abaixo.

Componentes eletrônicos ativos

Para iniciar a divisão dos componentes eletrônicos, partiremos dos ativos. Como o nome mesmo sugere, eles são os capazes de alterar o funcionamento de outros elementos do circuito, através da geração de sinais ou da ampliação destes. Por fim, componentes ativos também são capazes de criar energia.

Transistores

O principal componente eletrônico ativo é o transistor, já que ele é responsável por aumentar e amplificar os sinais elétricos enviados nele. Esse item é um dos responsáveis pela revolução eletrônica e é essencial para um bom funcionamento de um projeto.

Fontes de alimentação

Quanto às fontes de alimentação, como o nome sugere, elas são responsáveis por energizar os componentes do sistema a partir da conversão da energia da tomada em alta voltagem para energia elétrica contínua. Sem a fonte de alimentação, o sistema sequer ligaria.

Diodo

Para finalizar os componentes eletrônicos ativos, vamos comentar acerca do diodo. Ele é responsável por deixar apenas um tipo de corrente elétrica passar, o que chamamos de polarização eletrônica.

Componentes eletrônicos passivos

Como já é de se esperar, os componentes eletrônicos passivos possuem a função inversa de seu antecessor. Logo, os passivos não alteram as cargas de energia, mas interagem com elas e as convertem para outras formas, a depender da utilidade do componente.

Em resumo, os passivos são usados para acoplamento, desacoplamento ou polarização de circuitos.

Resistores

Para abrir a lista, vamos começar com os resistores, os responsáveis por duas funcionalidades principais: transformar energia elétrica em energia térmica ou limitar a corrente elétrica de um sistema.

O melhor exemplo para aplicação de resistores são os chuveiros elétricos, já que graças ao componente, a água pode ser aquecida.

Capacitores

Os capacitores são responsáveis pelo armazenamento de energia elétrica. Entretanto, o critério para esse armazenamento é a diferença de potencial entre os seus terminais.

Estão presentes em geladeiras, liquidificadores e outros produtos que necessitam de correntes elétricas contínuas.

Indutores

Semelhante ao capacitor, os indutores também armazenam energia elétrica, porém, em forma de campos magnéticos. É graças a eles que conseguimos as correntes induzidas, essenciais para aparelhos como alto-falantes, motores, sensores e afins.

Componentes eletrônicos eletromecânicos

Para finalizar, comentaremos a respeito dos componentes eletrônicos eletromecânicos. Eles funcionam através da junção de dois processos, os elétricos e mecânicos, através dos movimentos próprios.

Cristais osciladores

Esses componentes eletrônicos são essenciais principalmente para os relógios, já que eles garantem a geração de sinais elétricos quando recebem alguma carga de energia.

Essa carga é gerada através da vibração do cristal e ele é responsável por manter o sistema do relógio em equilíbrio, devido à precisão de seus sinais elétricos.

Switches

Uma maneira intuitiva de entender o funcionamento das Switches é lembrar de alguns jogos eletrônicos em que o personagem precisa pressionar um botão no chão para abrir uma porta.

Esse exemplo traz bem qual é a função das Switches, ser um portal entre as máquinas eletrônicas para gerar a comunicação deles, a exemplo do computador somado a impressora.

Módulos

Quanto aos módulos eletrônicos, eles são partes de um circuito elétrico presentes nos automóveis, responsáveis por processar sinais enviados pelos sensores do automóvel ou por outros módulos.

Essa função os coloca em uma categoria chamada de ECU (Eletronic Control Unit), ou seja, são unidades de controle elétrico.

Auxiliar de prototipagem

Assim como o tópico anterior, essa parte do kit componentes eletrônicos precisa de um tópico separadamente para se comentar a respeito. Acontece que a prototipagem é um processo essencial no desenvolvimento de um projeto, já que a ideia é desenvolver uma versão mais barata dele, mas com as mesmas funcionalidades, como se fosse um teste.

Com todo o kit componentes eletrônicos que foi citado, boa parte dos protótipos podem ser feitos a um ótimo preço.

Outro ponto importante dele é poder apresentar os possíveis erros no protótipo, para que o projeto final esteja em sua melhor forma.

Com isso, chegamos ao fim. Esperamos que o texto tenha te dado maior noção sobre a importância de um kit componentes eletrônicos e que você saiba a funcionalidade de cada componente eletrônico.

A fim de divulgar o conteúdo, compartilhe para outras pessoas em seus canais de comunicação e volte sempre neste site para mais assuntos diversos.