Com o mapa mental você consegue memorizar assuntos mais complexos, pois é um método de estudo em que te ajuda a compreender, resumir, e memorizar muitas informações de forma eficaz e sem perder tempo precioso de estudo. 

    Mapas mentais podem fazer isso por você.

    O que são mapas mentais 

    Um mapa mental é um diagrama que organiza fatos e ideias em torno de um assunto central. Combina palavras, imagens e muitas cores para resumir informações complexas de uma forma visual.

    O termo “mapa mental” foi inventado na década de 1970 pelo especialista em educação Tony Buzan, mas as pessoas já o usam há séculos. Diz-se que até mesmo Leonardo da Vinci usou mapas mentais!

    Como os mapas mentais pode ajudar na aprendizagem

    Você pode usar mapas mentais para:

    • Estudar tópicos complexos e questões dissertativas;
    • Brainstorm para uma apresentação de classe ou projeto;
    • Organize sua pesquisa para um projeto ou ensaio;
    • Aprenda a lidar com um tópico complexo;
    • Ajudar a estudar para preparatórios de concurso para marinha.

     

    Por que eles funcionam?

    Nossos cérebros não pensam em listas com marcadores, então um mapa mental é mais eficaz do que as notas tradicionais para agrupar informações e criar links entre ideias.

    Os mapas mentais ativam muitas partes diferentes de seu cérebro, o que leva a uma compreensão mais profunda e a uma melhor memorização do trabalho.

    Quando você faz um mapa mental, precisa usar o lado criativo e também o analítico.

    Você também ativa o sentido do cérebro para palavras, imagens, números, lógica, ritmo, cor e consciência espacial – tudo ao mesmo tempo!

    Eles usam o efeito de superioridade de imagem 

    A combinação de palavras e imagens torna mais palavras. Isso é chamado de efeito de superioridade da imagem.

    Eles podem tornar o estudo divertido

    Mesmo que suas fotos não sejam perfeitas, o fato de você usar imagens e cores diferentes pode tornar o estudo mais divertido.

    Na verdade, quanto mais estranhas e exageradas forem suas fotos, melhor seu cérebro se lembrará delas – então, não importa se você é um artista.

    Economizam tempo

    Pode parecer que fazer mapas mentais desperdiça muito tempo de estudo. Mas o oposto é verdadeiro. Ao fazer seu mapa, você já está analisando e categorizando as informações.

    Você não está apenas repetindo frases como um papagaio, mas está realmente começando a se familiarizar com o assunto.

    Então, uma vez que seu mapa mental esteja pronto, você não precisa passar por páginas e páginas de notas. Em vez disso, você pode ver o tópico inteiro, em seu contexto adequado, em uma página.

    Dicas para fazer um bom mapa mental: 

    • Use um pedaço de papel em branco e vire-o de lado.
    • Comece no meio da página e use uma imagem para sua ideia central.
    • Use muitas cores diferentes. As cores não apenas são mais atraentes, mas ajudam a categorizar as informações. As cores também podem ajudar a sua memória: lembre-se de que um determinado fato foi sublinhado em verde pode ajudá-lo a lembrar o fato em si.
    • Certifique-se de que seus ramos se conectem e não fiquem suspensos no ar. Isso ajuda você a se lembrar melhor das conexões entre os fatos.
    • Use linhas curvas em vez de retas. Seu cérebro acha isso mais interessante.
    • Ao usar palavras, use letras maiúsculas claras e fáceis de ler.
    • Use papel e canetas coloridas em vez de computadores ou aplicativos de tablet. Existem fantásticos softwares de mapeamento mental que podem ajudá-lo quando se trata de classificar pesquisas ou brainstorming. Mas se você quiser memorizar um trabalho, é muito mais mão. Papel e caneta também causam muito menos distrações do que dispositivos eletrônicos.
    • Faça seus próprios mapas mentais. Não peça emprestado o de um amigo e não baixe da Internet. Isso é importante, não apenas porque o processo de fazer o mapa mental o ajuda a memorizar, mas também porque o cérebro de cada pessoa é único. Um mapa mental deve imitar a maneira como seu próprio cérebro organiza as informações, não a de outra pessoa.
    • Você também pode fazer mapas mentais online e estudar pelas redes sociais sem perder o foco

    Conclusão

    O mapa mental melhora a sua aprendizagem de forma contínua, para não perder tempo comece a fazer o seu hoje ainda! 

    Se vocês ainda ficaram dúvidas ou tem novas sugestões de artigos pode deixar nos comentários.

    Compartilhe.
    Avatar de Fátima Watanabe

    Formada em biblioteconomia pela UFMG, Fátima Watanabe começou na sua área escrevendo artigos sobre as obras de Dante Alighieri e sua importância dentro da literatura. Hoje, Fátima passa seus dias como pesquisadora de sua área, integrando o uso de palavras-chave na pesquisa didática e ainda escreve editoriais e artigos no WTW19.