Como montar um CV para área de TI

Pense em como é o dia de um gestor de TI com nossos prazos apertados e complicações que sempre surgem pelo caminho. Com pouco tempo livre, ele tem talvez 30 minutos para olhar currículos toda semana. Você precisa se destacar, por isso é importante saber montar um bom CV em TI.

Para entender melhor como podemos otimizar um CV e garantir que ele desperte o interesse de gestores de grandes empresas recolhi algumas dicas dadas por Hugo Eiji, CTO da revista Exame e ex-Amazon, que devem ajudar você a se destacar.

Vamos lá?

O que você precisa evitar a qualquer preço:


Existem algumas coisas que vão fazer seu CV ser descartado sem nem ser lido, por isso você precisa ficar atento a:

  • Erros graves de gramática;
  • Termos incorretos em inglês;
  • Cuidado com as traduções literais;
  • Tenha capacidade de síntese.

 Se você cometer algum desses erros pode ser que seu CV vá ser descartado sem nem receber a devida atenção. Tenha foco e evite erros básicos.

Nunca minta ao fazer seu CV

A coisa mais importante na hora de montar seu currículo é não mentir nele. Coisas como dizer que é fluente em inglês mesmo sem ter domínio da língua chega a ser comum no meio da TI, mas pode ser algo extremamente problemático.

Imagine a situação em que você é contratado e afirma ter inglês fluente. Nas suas primeiras semanas a empresa aloca suas horas em um projeto internacional onde será constante a troca de informações em inglês. Já pensou o impacto que isso terá para você e para empresa que contratou sua força de trabalho?

Não faça um CV mais do mesmo


É muito importante que você não coloque apenas suas hard skills no CV. É interessante para qualquer recrutador ou gestor ver que você entende de JS, Phyton, SQL etc., mas é ainda mais relevante ele saber o resultado de suas ações.

Vamos a um exemplo:

  • Você refez um site com uma nova tecnologia que melhorou muito a performance de carregamento do site. Seu CV pode ter a informação que você é especialista em React ou que você refez um site do zero, melhorando sua nota média de performance de 30 para 80 segundo dados do Google Page Speed.

Considerando o exemplo acima, qual você acha que chamaria mais atenção dos recrutadores?

Não faça um currículo genérico


Para cada vaga que você decidir aplicar você precisa criar um CV. Isso é importante para garantir que apenas as informações mais relevantes para aquela posição estarão no documento.

Estude sobre a empresa onde você deseja trabalhar e traga no CV as informações que realmente fazem sentido para a posição e para a cultura desse local.

Autoavaliação


Saber avaliar suas capacidades e o tipo de desafio que você está pronto para assumir é essencial na hora de montar um CV. Se você entende suas limitações e o teto que tem para crescer, você nunca irá assumir desafios para os quais não está pronto.

Saiba onde procurar


Quem está no começo de carreira e procurar um estágio ou cargo júnior/pleno pode conseguir uma posição em sites de vagas, mas será muito difícil conseguir uma oportunidade mais sênior nesses locais.

Um exemplo de como encontrar essas posições mais sêniores é falar sobre assuntos relacionados a sua área de atuação em redes sociais como o LinkedIn. Qual empresa não gostaria de contar com pessoas que são relevantes dentro da área de atuação e com uma boa rede de contatos?


É importante encontrar os locais e formas mais eficientes de se apresentar para as empresas, pois só assim você vai conseguir aproveitar todas as dicas que demos acima.

Uma última dica para seguir bem-informado sobre tecnologia e como se desenvolver na sua carreira é acompanhar o Techdegree, um site focado no desenvolvimento de profissionais para a área de tecnologia.