Muitas pessoas ainda não entendem a química por trás da tecnologia de impressão 3D, mas é uma tecnologia que segue um modelo digital criado em computador.

    E assim, é possível dar vida a um objeto físico com muito mais precisão.

    Por isso, o processo pode parecer complicado em um primeiro momento, porém, graças à tecnologia, tudo se tornou mais simples e fácil.

    Portanto, se você também não faz a mínima ideia do que é impressão 3D, como funciona e onde pode ser usada, vamos explicar tudo aqui!

    A química por trás da tecnologia de impressão 3D como funciona?

    A química por trás da tecnologia de impressão 3D é um processo muito interessante, e hoje, mais e mais empresas vêm utilizando para criar protótipos de projetos, produtos, etc.

    A maneira mais simples de explicar a impressão 3D é a seguinte:

    Uma tecnologia que transforma objetos digitais em objetos “reais”, o que é possível através de softwares especiais, uma impressora 3D e materiais de impressão.

    Mas como funciona?

    Deve-se ter um software específico para projetar o modelo 3D, e a partir daí, envia-se os comandos à impressora.

    Em seguida, é como se a impressora cortasse esse desenho tridimensional em partes, e reproduz cada uma delas, até formar todo o objeto sólido.

    Tecnicamente explicando: em um processo aditivo, um objeto é criado colocando sucessivas camadas de material até que o objeto seja criado.

    Onde usar a impressão 3D?

    Hoje em dia, realiza-se desde objetos caseiros até protótipos avançados de automóveis, ou seja, é um mercado com diversas frentes.

    Veja alguns exemplos:

    1. Veículos

    Utiliza-se desde a concepção do projeto, algumas empresas criaram bicicletas e até mesmo um automóvel.

    Por exemplo, uma empresa chamada Airbike, construiu uma bicicleta a partir de várias camadas de pó de nylon, e o resultado foi a reprodução fiel da bicicleta.

    Utiliza-se, também, para produzir peças, ferramentas, gabaritos e acessórios.

    2. Medicina

    Graças à a química por trás da tecnologia de impressão 3D, a medicina tem se beneficiado bastante, ajudando em tratamentos e procedimentos.

    É o caso de próteses e até a criação de vértebras e cartilagens.

    3. Objetos de decoração

    Outra possibilidade com impressão tridimensional são objetos de decoração, sendo possível desenvolver tudo o que você pode imaginar.

    Por exemplo, móveis, canecas personalizadas, cadeiras, etc.

    4. Arquitetura

    Muitos arquitetos recorrem à tecnologia 3D para fazer e apresentar um trabalho.

    Além de ser muito mais rápido, reduz o custo com mão de obra, e claro, proporciona muito mais realidade ao projeto.

    5. Alimentos

    Talvez você possa estar se perguntando como a química por trás da tecnologia de impressão 3D funciona nesse caso.

    Então, algumas empresas já imprimem diferentes formatos de chocolate, assim como bolos, biscoitos e massas.

    6. Roupas

    Sendo assim, o mercado da moda também tem se beneficiado da tecnologia de impressão 3D, criando roupas e acessórios.

    Por exemplo, a Adidas criou uma sola impressa em 3D.

    Leia também: Impressão 3D, você sabe o que é?

    Conclusão

    Como você viu, não é tão complicado assim a química por trás da tecnologia de impressão 3D.  

    Portanto, basta desenhar o que deseja imprimir em um software específico ou mesmo tirar uma foto e enviar para o software.

    Depois que o modelo estiver pronto, é só converter o arquivo para o padrão 3D, selecionar os materiais necessários para aquele projeto e é só esperar o objeto ficar pronto!

    Compartilhe.
    Avatar de Fátima Watanabe

    Formada em biblioteconomia pela UFMG, Fátima Watanabe começou na sua área escrevendo artigos sobre as obras de Dante Alighieri e sua importância dentro da literatura. Hoje, Fátima passa seus dias como pesquisadora de sua área, integrando o uso de palavras-chave na pesquisa didática e ainda escreve editoriais e artigos no WTW19.