Como você vê o desenvolvimento de aplicativos como um trampolim para seu sucesso em termos de crescimento e lucratividade?

    Entendemos que, sim, nenhum negócio ou projeto pode ter sucesso sem uma aplicação.

    Afinal, são mais de 225 milhões de celulares ativos só no Brasil, segundo as pesquisas de Cursos Online.

    Em outras palavras, nosso país tem mais aparelhos do que seus habitantes.

    Isso não significa que os usuários usam smartphones para tudo: também significa abrir boas oportunidades para quem explora os mercados digitais.

    Aprenda neste artigo a relevância sobre como fazer esse investimento, compreenda as etapas do processo, os custos que estão envolvidos e como escolher o parceiro certo para te ajudar.

    Desenvolvimento de aplicativos

    O desenvolvimento de aplicativos é o processo de projetar programas que serão usados ​​em dispositivos móveis.

    Para isso, a linguagem de programação deverá ser utilizada com o objetivo de variar de acordo com as plataformas na qual o seu aplicativo está disponível.

    Além da parte técnica, a construção também considerará aspectos como a finalidade do software e o projeto necessário.

    A criação de aplicativos tende a fazer parte do desejo de prestar serviços que sejam diferenciados para o público e para o seu cliente.

    Em outras palavras, o conceito de aplicativos vai lhe ajudar a dar início dentro da criação de um novo “braço” para a sua empresa ou o seu projeto, um novo recurso que você poderá fornecer, porém você deverá saber sobre como gerenciá-lo.

    Qual o motivo de desenvolver o seu próprio aplicativo?

    Quando analisamos alguns dados sobre o comportamento do usuário de smartphone, a necessidade de desenvolver nossos próprios aplicativos é óbvia.

    De acordo com os Cursos de Informática, mais de 230 milhões de telefones celulares foram registrados em 2021.

    Pesquisa mostra que quase 97% dos usuários brasileiros já baixaram algum aplicativo em seus smartphones.

    Se você está considerando seu próprio smartphone, provavelmente está ciente de sua utilidade com base na utilidade dos aplicativos que instala.

    Seja com o objetivo de se comunicar com as pessoas, pagar contas, comprar produtos ou até para praticar algum exercício, ele é usado o tempo todo.

    Em 2019, os brasileiros usaram aplicativos por uma média de 3 horas e 45 minutos por dia, segundo o App Annie.

    Isso coloca o Brasil em terceiro lugar no ranking dos países com maior tempo de uso do aplicativo.

    Dessa forma, ter seu próprio aplicativo significa estar presente neste mundo digital.

    Além disso, é uma excelente forma de manter uma empresa competitiva dentro do mercado.

    O desenvolvimento do aplicativo vai lhe ajudar a melhorar a imagem e a credibilidade da sua empresa.

    Afinal, a presença do digital não mostra apenas o foco em entregar o melhor serviço, mas também que você está acompanhando o ritmo da inovação.

    Principais desenvolvimentos dos aplicativos no dia a dia
    Principais desenvolvimentos dos aplicativos no dia a dia

    Etapas de desenvolvimento

    Construir um aplicativo requer algumas etapas importantes.

    Tudo começa com a compreensão dos principais objetivos e de resultados que são esperados do programa.

    Pode parecer complicado, porém seguir alguns passos ajudará a garantir que o processo seja bem-sucedido.

    Planejamento: metas e públicos-alvo

    A primeira ação que deve ser tomada é compreender sobre o propósito do aplicativo e quais necessidades ele atenderá.

    Sem as devidas definições, o processo tende a ser muito confuso.

    Além disso, você deve compreender sobre o seu público-alvo, ou seja, para qual faixa etária você está direcionando o seu aplicativo.

    Isso tende a melhorar a funcionalidade e a aparência do aplicativo.

    Esboço: Design e Recursos

    A interface do app tem um grande impacto dentro da experiência do usuário.

    Então, é chegada a hora de pensar em wireframes, um protótipo sobre como o seu aplicativo será.

    Os storyboards também são estudados nesta fase.

    Propõe como as páginas irão interagir e qual é o fluxo de navegação dentro do aplicativo.

    Linguagem e tecnologia

    A linguagem de programação deverá sempre levar em consideração o sistema operacional do seu smartphone.

    As plataformas Android e iOS requerem algumas linguagens, e destacamos que as utilizadas são: Java e Objective-C.

    Os nativos são desenvolvidos para cada sistema operacional, e sua maior vantagem é poder utilizar todos os recursos de um smartphone.

    Os sistemas híbridos podem ser executados em ambos os sistemas, mas exigem internet para funcionar e podem ter problemas de plug-in.

    Fase de teste

    Quando o trabalho de programação é bem feito, é chegada a hora de testar o aplicativo.

    Ele deve ser avaliado em termos de desempenho (velocidade e eficácia) e compatibilidade para verificar falhas de aplicativos em relação ao sistema operacional.

    Também é fundamental ter a devida experiência do usuário em termos de aparência e usabilidade.

    Lançamento na plataforma

    Quando chega a hora de lançar um aplicativo na loja, você precisa entender sobre como “vender” o seu produto.

    Alguns pontos que devemos destacar nesse momento são as escolhas de um bom ícone, uma excelente descrição do app, espaço para comentários e capturas de tela com o objetivo de dar mais segurança ao usuário.

    Não se esqueça de estar sempre atento ao feedback dos clientes para que quaisquer erros possam ser corrigidos.

    Qual o preço do desenvolvimento do aplicativo?

    O investimento na criação pode parecer alto, porém compensa a médio e a longo prazo.

    Os custos tendem a ser difíceis de estimar, pois cada detalhe dentro do cronograma de um projeto altera o valor.

    Além disso, você precisa considerar o tempo que a sua equipe de desenvolvimento leva para planejar e testar o aplicativo.

    No entanto, observe: o preço médio de um aplicativo básico varia de 15.000 reais a 80.000 reais.

    Como escolher a empresa certa?

    Contar com a expertise da empresa é essencial para o sucesso do seu investimento.

    O próprio planejamento antecipado do seu aplicativo ajudará na escolha de um desenvolvedor.

    Em cada empresa pesquisada, veja outros trabalhos que ela desenvolveu – uma dica é conferir os aplicativos que a empresa já criou e lançou no mercado.

    Sempre compare não somente os valores, mas os métodos utilizados, e escolha uma empresa que lhe permita participar do processo de construção do plano.

    Por fim, lembre-se de que você precisará usar o serviço do parceiro após o lançamento do aplicativo.

    Compartilhe.
    Avatar de Fátima Watanabe

    Formada em biblioteconomia pela UFMG, Fátima Watanabe começou na sua área escrevendo artigos sobre as obras de Dante Alighieri e sua importância dentro da literatura. Hoje, Fátima passa seus dias como pesquisadora de sua área, integrando o uso de palavras-chave na pesquisa didática e ainda escreve editoriais e artigos no WTW19.